domingo, 28 de outubro de 2012

Cavaleiro da Ordem de Malta nomeado Secretário de Estado da Cultura

Tomou posse na passada no dia 26 de Outubro como Secretário de Estado da Cultura  S.E. o Sr. Dr. Jorge Barreto Xavier, Cavaleiro da Ordem Soberana Militar de Malta, admitido na Assembleia Portuguesa nas cerimónias solenes comemorativas do Dia do Santo Patrono, São João Batista, em Junho passado no Mosteiro dos Jerónimos.
O Conselho Diretivo da Assembleia Portuguesa congratula-se com esta nomeação felicitando publicamente S.E. o Sr. Secretário de Estado da Cultura.

Encontro com sua Eminência o Cardeal Arcebispo de Boston

No dia 24 de Outubro, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, assistiu à Santa Missa celebrada na Igreja de Santa Isabel em Lisboa por Sua Eminência o Senhor Cardeal Arcebispo de Boston D.Sean O' Malley, que se deslocou a Portugal durante dois dias, em visita particular.
S.E. o Senhor Conde de Albuquerque teve ocasião de cumprimentar Sua Eminência, lembrando a presença e a ação da Ordem de Malta em Portugal.

Lançamento do livro " O Concilio Vaticano II - Uma história nunca escrita" de Roberto di Mattei

No dia 24 de Outubro, a Assembleia Portuguesa fez -se representar pelo Sr. Secretário Dr. João Pedro de Portugal de Campos Henriques, na cerimónia de lançamento em Portugal no Mosteiro dos Jerónimos, do livro "Concílio Vaticano II - Uma história nunca escrita" da autoria do escritor e pensador italiano Roberto di Mattei.
Dignou-se participar na cerimónia S.A.R. o Senhor Duque de Bragança.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Lançamento do livro "Auto-de-Fé" no Palácio da Independência em Lisboa

Foi lançado no dia 23 no Palácio da Independência em Lisboa, sede da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, local histórico e simbólico onde se reuniram os conjurados e restauradores da Independência Nacional, em vésperas da Restauração Nacional,  o livro "Auto-de-Fé" (Igreja na Inquisição da Opinião Pública) em que Zita Seabra entrevista o Padre Gonçalo Portocarrero de Almada, Capelão Magistral da Assembleia Portuguesa.
O livro foi apresentado pelo Professor Braga da Cruz, Reitor Emérito da Universidade Católica Portuguesa, na presença de S.A.R. o Duque de Bragança.
Foi anfitrião desta sessão o Presidente da Sociedade, Sr. Conde da Barca, tendo a Assembleia Portuguesa e o seu Conselho sido representados na Sessão Solene pelo Sr. Secretário do Conselho Dr. João Pedro de Portugal de Campos Henriques.

Dia Nacional da Hungria

No dia 19 de Outubro, S.E. o Embaixador da Hungria em Portugal, Sr. Norbert Konkoly, no seguimento do convite dirigido pelo governo Húngaro ao Conselho da Assembleia Portuguesa para visitar esse país no início deste mês de Outubro, convidou S.E. o Sr. Conde de Albuquerque a participar nas cerimónias do Dia Nacional.
S.E. o Sr. Conde de Albuquerque fez-se representar pelo Assessor do Tesoureiro Dr. Miguel de Pape.

domingo, 21 de outubro de 2012

Apresentação do livro "A morte e o morrer entre o deslugar e o lugar" do Padre José Nuno

Decorreu, no dia 19 de outubro, no Anfiteatro da Faculdade de Medicina Universitária de Lisboa no Hospital de Santa Maria, com a presença do S.Exa o Ministro da Saúde a apresentação do livro "A morte e o morrer entre o deslugar e o lugar" escrito pelo Padre José Nuno que é também o Capelão do Hospital São João do Porto. Na apresentação coordenada pelo Mons. Victor Feytor Pinto, coordenador nacional da Pastoral da Saúde, intervieram a Dra. Maria Barroso, a Prof. Doutora Maria do Céu Machado, ex-Alta Comissária da Saúde e o Prof. Doutor António Barbosa, Diretor do Centro de Bioética / Núcleo de Cuidados Paliativos da FMUL. Estiveram também presentes o Prof. Dr. João Álvaro Correia da Cunha  Presidente do CA e Diretor Clínico do Hospital Santa Maria, que presidiu á assinatura de um importante Protocolo com a Assembleia Portuguesa da Ordem de Malta no passado dia 27 de julho, o Senhor D. Joaquim Mendes em representação do Colégio Episcopal Português, e a representar a Ordem de Malta os Confrades Prof. Doutor Carlos França e o Coronel João Alvelos.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Assembleia Portuguesa na III Conferência Ásia-Pacífico em Sydney

A convite da Associação Australiana esteve presente na III Conferência Ásia-Pacífico que decorreu no Hotel Shangri-la de Sydney de 12 a 14 de Outubro o Assessor do Hospitalário, Coronel João Alvelos. Estiveram presentes entre oradores e assistentes cerca de 32 pessoas. De Roma estiveram presentes S.E o Barão Albrecht von Boeselager, Grande Hospitalário; a  Sra. Marina Moll, assistente do Grande Hospitalário; e o confrade Simon Grenfell, delegado do Conselho de Governo. Da  Malteser International estiveram presentes o seu ex-Presidente Barão Johannes von Heereman Zuydtwyck e o CEO Coronel Ingo Radtke; Harald Schmid de Grüneck, Chefe da Missão no Camboja, representando a CIOMAL agência da Ordem especialista para as vítimas de Lepra e sua reabilitação pós-cura, e também o Coronel Arnaud de Vivies, diretor das obras internacionais de caridade da Associação Francesa.
Estiveram presentes outras delegações dos seguintes países: Singapura, Filipinas, Tailândia, Hong Kong, Coreia do Sul e Timor-Leste.
Do Instituto João Paulo II para o Casamento e Família, contou-se com a presença da sua Diretora a Confreira Professora Tracey Rowland, acompanhada pelo Dr. Adam Cooper, do corpo docente do Instituto. 
Três Embaixadores da Ordem contribuíram para a profundidade da discussão: HE Michael Mann, HE James (Jim) Dominguez e HE David Scarf. Os Embaixadores dirigiram uma sessão fechada da Conferência sobre a pegada diplomática da Ordem na Região Ásia-Pacífico.
A Associação Australiana foi representada pelo seu presidente Confrade Tony Macken, cujo Hospitalário o Confrade Dr. Ian Marshall foi o anfitrião da Conferência, o Tesoureiro Confrade Paulo Grew, o Vice-Presidente Confrade  David Hall, o Hospitalário para a zona Norte Gales Sul , Dr. Robert Costa, o vice-presidente Vitoriano Sir James Gobbo, e Queensland Branch representado pela  Confreira Christine Pingel. Presente como observador esteve FRA Richard DiVall, primeiro Cavaleiro de Justiça Professo da Austrália. No jantar formal de sábado presidido pelo Presidente Confrade Tony Macken foi investido o Sr. Alan Crouch da KIA de Timor com a Cruz de Mérito Melitense, sob recomendação do HE David Scarf, baseada no apoio desta marca automóvel na oferta de uma ambulância para serviço neste antigo território Português.  O discurso proferido pelo General Peter Cosgrove no jantar formal de sábado foi intitulado, "Os próximos 30 anos na nossa região, reflexões de um soldado".
De salientar a presença do Capelão Monsenhor Tony Doherty AM que celebrou a missa de abertura e mais tarde fez uma intervenção sobre o Concílio Vaticano II, do Padre Danny Meagher PP que celebrou a missa na segundo dia da Conferência e a hospitalidade do Padre Ray Chapman de St. Patricks, Church Hill, onde os delegados celebraram a missa com vestes de igreja no dia de encerramento.

Comunicado da Secretaria de Estado da Santa Sé sobre o reconhecimento das Ordens de Cavalaria

A Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana Militar de Malta, entende ser oportuno divulgar as partes mais relevantes do comunicado emitido pela Assessoria de Imprensa do Vaticano no passado dia 16 de Outubro acerca do reconhecimento das Ordens de Cavalaria, considerando oportuno reiterar aquilo que já foi publicado no passado:
"Além da suas próprias Ordens de Cavalaria (Ordem Suprema de Cristo, Ordem da Espora de Ouro, Ordem Piana, Ordem de São Gregório Magno e Ordem de São Silvestre Papa) a Santa Sé reconhece e tutela apenas a Ordem Soberana Militar de Malta também denominada Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta, e a Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém. Não há qualquer agregação a esta listagem".

Todas as demais ordens, instituídas recentemente ou derivadas de ordens medievais, NÃO SÃO reconhecidas pela Santa Sé, não podendo esta, portanto, garantir a sua legitimidade histórica e jurídica, nem a sua finalidade, nem os seus sistemas de organização.(...)
Para evitar possíveis mal-entendidos relacionados inclusive com a emissão ilícita de documentos e com o uso indevido de lugares santos, bem como para impedir a continuação de abusos que possam resultar em dano contra muitas pessoas de Boa Fé, a Santa Sé confirma que não atribui nenhum valor a diplomas de Cavaleiros nem às relativas insígnias emitidas por associações não reconhecidas e confirma ainda que NÃO considera apropriado utilizar as Igrejas e Capelas para as chamadas "cerimónias de investidura".

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Participação nas cerimónias de Outubro em Fátima

Nos dias 12 e 13 de Outubro a Assembleia Portuguesa fez-se representar em Fátima nas cerimónias religiosas do 13 de Outubro, data em que se celebra a última Aparição de Nossa Senhora aos três pastorinhos de Fátima.
Esta celebrações foram presididas por Sua Eminência o Sr. Cardeal Patriarca de Lisboa, Dom José da Cruz Policarpo, e marcaram o início do Ano da Fé em Portugal.

Proclamação do ano da fé por sua Santidade o Papa Bento XVI

No dia 11 de Outubro, Sua Santidade o Santo Padre Bento XVI, durante a Homilia proferida na Praça de São Pedro, declarou a abertura do Ano da Fé.

Apresentação de cartas credenciais do novo Embaixador de Ordem de Malta em Moçambique

No dia 10 de Outubro, S.E. o Sr. Embaixador Dr. Pedro Pinto Ferreira, Embaixador da Ordem Soberana Militar de Malta em Moçambique apresentou as suas cartas credenciais a S.E o Sr. Presidente da República, renovando e relançando a relação diplomática já existente entre a Ordem Soberana Militar de Malta e a República de Moçambique.
A cerimónia decorreu com a usual elevação protocolar, tendo sido prestadas a S.E. o novo Embaixador, agora já plena e totalmente no exercício das suas novas funções, as respetivas Honras Militares.

Santa Missa solene comemorativa do 150º aniversário do casamento do Rei D. Luiz I e da Rainha Dona Maria Pia de Saboía

Uma delegação da Assembleia Portuguesa, composta por SAR o Senhor Duque de Viseu e por S.E o Sr. Embaixador Manuel Côrte Real, participou na celebração da Santa Missa Solene comemorativa do 150º aniversário do casamento de Sua Majestades os Reis de Portugal Dom Luiz I e Dona Maria Pia de Sabóia, ambos membros da Ordem de Malta.
A celebração da Santa Missa, celebrada por Monsenhor Tito, decorreu, como há 150 anos, na Igreja de São Domingos, tendo sido rezada e seguida a mesma liturgia e interpretadas as mesmas peças de música.

Apoio aos peregrinos de Fátima pelo CVOM da zona Sul

Decorreu entre 7 a 9 de Outubro a campanha de apoio aos peregrinos de Fátima, organizada pelos voluntários do CVOM da zona sul do país, região do Alentejo.
Os postos de atendimento aos peregrinos decorreram nos seguintes termos:
Dia 7 - Montemor-o-Novo: 1 médico, 2 enfermeiras, 4 voluntários para um total de 36 peregrinos tratados.
Dia 8 - Lavre: 1 médico, 1 fisioterapeuta, 2 enfermeiras, 4 voluntários para um total de 35 peregrinos tratados.
Dia 9 - Coruche: 1 médico, 2 enfermeiras, 5 voluntários para um total de 44 peregrinos tratados
O total dos peregrinos tratados foi de 115.
Os três postos foram chefiados pelo Vogal do Conselho Sr. João Fiúza Cabral da Silveira.
Este ano a ação de tratamento aos peregrinos duplicou, sendo pois um bom testemunho da utilidade e da importância desta ação hospitalária e da extensão para sul da dinâmica do CVOM.

Celebrações dos 750 anos da fundação do Castelo de Portel

S.E. o Sr. Conde de Albuquerque, membro da Comissão de Honra das celebrações do 750 º aniversário da fundação do Castelo e da concessão da carta de foral a Portel, fez-se representar na conferência proferida sobre essa temática  pelo Exm.º Sr. João Fiúza Cabral da Silveira,Vogal do Conselho, tendo desse modo a Assembleia Portuguesa sido representada nesse ato, comemorativo da memória de uma região do país com a qual a Ordem de Malta teve outrora e mantêm no presente importantes laços afetivos, assistenciais, culturais e espirituais.

Visita à Hungria a convite do seu Governo

Entre os dias 4 a 7 de Outubro uma delegação da Assembleia Portuguesa chefiada pelo seu Presidente, Sua Excelência o Sr. Conde de Albuquerque, visitou a Hungria correspondendo a um convite feito pelo Governo Húngaro aquando da visita a Portugal no passado mês de Maio de Sua Excelência o Sr. Dr. Szolt Sémjen, Cavaleiro Húngaro da Ordem de Malta, e Vice-Primeiro-Ministro deste país, onde visitou a sede nacional da Igreja de Santa Luzia e o Santuário de Fátima.
A Delegação Portuguesa, composta ainda por S.E. o Sr. Embaixador da Ordem Soberana Militar de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac  e pela Exa. Sra. Embaixatriz Dona Maria da Piedade de Castelo Branco de Polignac, pelos Excelentíssimos Sr. Secretário da Assembleia Dr. João Pedro de Portugal de Campos Henriques, e o  Assessor do Tesoureiro da Assembleia Portuguesa, Sr. Dr. Miguel de Pape, foi recebida no Parlamento Húngaro em Budapeste, tendo-lhe sido oferecido um almoço nessa ocasião por S.E. o Sr. Vice-Primeiro-Ministro, após visita guiada ao monumento e contemplação da coroa do Primeiro Rei da Hungria, Santo Estêvão, símbolo Nacional Húngaro e garante da unidade intemporal da nação Húngara e do seu Espírito Cristão.
Também nessa ocasião S.E o Sr. Conde de Albuquerque foi condecorado por S.E o Presidente da República da Hungria Dr. Janos Ader, com a Ordem do Mérito Civil da Hungria, tendo as insígnias e o diploma respetivo sido entregues pela segunda figura do Governo Húngaro.
Seguidamente, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque usou da palavra, tendo lembrado os pontos comuns entre a História de Portugal e a História da Hungria, e sublinhado a constante e permanente preocupação com a defesa dos verdadeiros valores cristãos pelas duas nações, e muito em particular do cumprimento da nossa missão enquanto cavaleiros de Malta Portugueses e Húngaros, nos combates que ao longo da História fomos travando lado a lado.
Lembrou ainda o facto do último Rei da Hungria, e também Imperador da Áustria, Carlos de Habsburgo, agora Beato Carlos, ter residido em Portugal na Quinta do Monte, Funchal, ilha da Madeira, estando sepultado na Igreja de Nossa Senhora do Monte .
Foi também recordado o parentesco entre a Rainha Santa Isabel e Santa Isabel da Hungria, ambas autoras do mesmo e célebre "Milagre das Rosas", assim como a referência feita à Hungria por Luís Vaz de Camões nos Lusíadas.
A Delegação foi também recebida na sede da Assembleia dos Cavaleiros Húngaros da Ordem Soberana Militar de Malta, tendo participado na celebração da Santa Missa presidida pelo Capelão Chefe da Assembleia Húngara, rezada na Capela das instalações da sede da Assembleia Húngara, no Castelo de Budapeste, tendo nessa ocasião sido oferecida à Assembleia local uma imagem de Nossa Senhora de Fátima  e assinado pelos dois Presidentes, um acordo de cooperação entre as duas associações, vindo desse modo  reforçar as bases de amizade confraternal entre ambas e abrir novos caminhos para o futuro e para a cooperação entre os cavaleiros portugueses e os cavaleiros húngaros, sempre em prol do Tuitio Fidae e do Obsequium Pauperum.
Nessa ocasião e após ter brindado à amizade e ao êxito das relações entre as duas Associações com Tokai a bebida tradicional do país, S.E. o Sr. Conde de Albuquerque lembrou a importância da intervenção decisiva de Nossa Senhora de Fátima para a queda dos regimes comunistas na Europa de Leste, e em particular para a queda do regime comunista de tipo soviético na Hungria (o qual só terminou em 1989), e para a libertação em boa hora da nobre Nação Húngara do invasor soviético, e da perversão utópica, irracional e opressora, desrespeitadora e atentatória da dignidade do Ser Humano e dos valores do Cristianismo, que um regime comunista injusta e abusivamente impõe de forma unilateral.
S.E. o Sr. Embaixador de Portugal, Dr. António Jorge  Mendes, ofereceu à Delegação um jantar privado no dia 5 de Outubro na sua residência situada nos arredores da capital.
A Delegação da Assembleia Portuguesa visitou também a Catedral de Esztergom, sede da Diocese de Budapeste, o Castelo de Budapeste, a Praça dos Heróis e as magníficas Igrejas de Matias e de Santa Ana.  
Ficaram assim reforçadas as relações entre as duas Assembleias e aberto o caminho para uma renovada e profícua cooperação.